Grupo de pesquisa vinculado ao PPGE publica dossiês sobre infâncias, educação e pandemia

Por Prof. Dr. Cleriston Izidro dos Anjos
06/01/2021 12h30
O Grupo de Estudos e Pesquisas em Pedagogias e Culturas Infantis (Geppeci), desde o início da pandemia da covid-19 tem procurado contribuir com pesquisas, reflexões e debates sobre os modos pelos quais a pandemia tem afetado as infâncias e a educação das crianças. Além de eventos e pesquisas em parceria com outros grupos e pesquisadores/pesquisadoras, o GEPPECI organizou dois dossiês especiais na revista Zero-a-Seis (UFSC), cujo primeiro volume foi lançado em dezembro de 2020 e o segundo volume será lançado ainda nos primeiros meses de 2021.
Geppeci.png
O primeiro dossiê especial intitulado “As crianças e suas infâncias em tempos de Pandemia" (https://periodicos.ufsc.br/index.php/zeroseis/issue/current), organizado por Solange Estanislau dos Santos (IFSP) e Marina Rebeca de Oliveira Saraiva (UFAL) objetivou reunir artigos que problematizassem como tem se dado a garantia (ou não) dos direitos fundamentais das crianças e também de suas mães, famílias e docentes. A questão principal neste momento com a proposta do dossiê foi entender como as crianças estão sendo afetadas pelo contexto de pandemia/confinamento e com a impossibilidade de frequentarem as instituições e contextos de educação coletiva. Quais suas expectativas, sonhos e realidades? Como vivem suas experiências em diferentes contextos? Como têm sido garantidos direitos como moradia, alimentação e bem-estar?
.
O dossiê conta ainda depoimento de Susanna Mantovani sobre o isolamento das crianças pequenas na Itália e do texto de Teresa Sarmento sobre os bebês em Portugal. Traz 9 artigos que apresentam a multiplicidade de experiências vivenciadas pelas crianças brasileiras (indígenas, sem terrinhas, quilombolas, negras, amazonenses). Também debate questões que envolvem os corpos infantis, as lutas, movimentos sociais e as desigualdades sociais. Traz ainda ensaios visuais e resenhas. O objetivo é descolonizar a concepção universal e abstrata de criança e dar visibilidade às diversas crianças brasileiras que vivem suas experiências em diferentes cantos desse país, mas que sofrem também as crueldades desse sistema e dessa necropolítica (MBEMBE, 2018), reagindo, subvertendo, (re)criando outras possibilidades de existências e de educação.
.
Já o segundo dossiê especial, intitulado "Educação Infantil em tempos de pandemia", em fase final de edição, organizado por Cleriston Izidro dos Anjos (UFAL) e Fábio Hoffmann Pereira (UFAL), traz o recorte específico da Educação Infantil e os desafios postos para a primeira etapa da educação básica em tempos de pandemia. O dossiê contará ainda com outras participações do PPGE-CEDU-UFAL e do estado de Alagoas, além de textos de autores internacionais. Os trabalhos apresentam diversidade de temáticas, instituições, pesquisadores/as e abordagens que problematizam o complexo cenário em que vivemos.
.
Os dossiês se destacam pela atualidade das temáticas e pelo pioneirismo dos textos, tendo em vista o ineditismo do contexto e a urgência do debate. Espera-se que estes artigos contribuam com pesquisas futuras realizadas no PPGE e em outros programas de pós-graduação do país.